NOTÍCIAS

Ministério da Saúde aponta dificuldade para aquisição de BCG e SMS alerta para falta dessa vacina em unidades básicas

A partir desta terça-feira (19) o município de Cuiabá ficará sem o imunizante BCG, vacina administrada nos primeiros dias de vida do bebê e que protege contra a Tuberculose. O Ministério da Saúde encaminhou em 29 de abril o Ofício Circular nº 80/2022/SVS/MS a todos os estados brasileiros justificando a redução das remessas de vacinas BCG devido a dificuldades de aquisição. Um novo Ofício Circular (nº110/2022/SVS/MS) foi enviado pelo Ministério da Saúde em 20 de junho, reiterando o desabastecimento e informando que a regularização na entrega das doses está prevista para meados de setembro.

Conforme orientação passada pela Rede de Frio Estadual / MT, que realiza a distribuição das vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde em Mato Grosso, não há mais estoque do imunizante para ser distribuído para a capital. A previsão era que o pequeno quantitativo restante na rede municipal durasse até esta segunda-feira (18).

Foi informado à SMS que, tão logo a situação do estoque nacional da vacina BCG seja regularizada, a Rede de Frio retomará a distribuição do imunizante, conforme a necessidade da rede municipal e um novo cronograma será divulgado.