Uncategorized

Dia do Artesão celebra a história de quem molda a cultura da cidade

João Paulo Sardinha


Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Colaborou a estagiária Walquíria Teodoro

É bem provável que nesta terça-feira (19), feriado de São José, padroeiro da cidade, muita gente tire o dia para descansar. Uma dica para este momento de folga é conhecer um pouco mais o trabalho de gente que usa as mãos para esculpir, colar, reciclar, tecer e modelar, sempre com muita habilidade manual e criatividade. Afinal, 19 de março também é o Dia do Artesão, em homenagem ao próprio São José, santo cristão que era carpinteiro.

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo tem, historicamente, relação próxima com os artesãos da cidade. E eles são muitos! A Casa de Cultura Lili Figureira, no Jardim Santo Onofre, na região sudeste, é uma homenagem a Maria Benedita dos Santos, que foi uma das mais renomadas artesãs da região e grande divulgadora da cultura popular.

Este é só um exemplo em uma cidade que valoriza os artesãos.

A figureira Mirna Tominaga é artesã e arte-educadora. Para ela, tão importante quanto fazer arte é compartilhar conhecimentos.

Mirna aprendeu crochê ainda criança, ensinada pela mãe, tendo a avó como precursora. O primeiro tear de pregos da menina foi o pai quem fez. Colocou em prática todos os conhecimentos que passou de geração em geração. Hoje, ela ensina essa arte e a da modelagem em argila nas oficinas oferecidas nas casas de culturas da Fundação Cultural.

“A arte nos torna leve, tira aquele peso do dia a dia”, afirmou. “Na arte, além de explorar várias possibilidades, também é uma oportunidade de geração de renda, principalmente para as mulheres, que enchem as salas de aula.”

Para aqueles que querem aprender algum tipo de artesanato, Mirna tem uma dica. “Comecem. Mesmo que achem difícil. A arte é importante e transforma vidas. Por meio dela, podemos mudar muitas coisas.”

Paullo Amarall/FCCR

Dia do Artesão

A importância histórica do trabalho com as mãos fez com que a ONU (Organização das Nações Unidas) estabelecesse este dia como o Dia do Artesão.

O artesão, além de propagar a cultura, move a economia local, exercendo uma atividade de extrema importância para uma grande parcela da população impactada direta e indiretamente: desde fornecedores de matérias-primas, passando por filhos e familiares, até lojistas e distribuidores.

Já descobriu o que fazer neste feriado em São José? Que tal desejar um feliz Dia do Artesão para todos aqueles que ajudam a moldar a cultura em nossa cidade?

Confira o vídeo especial em homenagem ao Dia do Artesão nas redes da Fundação Cultural: @fccrsjc


Paullo Amarall/FCCR


MAIS NOTÍCIAS

Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *